Quando uma mulher avança, nenhum homem retrocede

A 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres será realizada em março de 2016. Antes disso, os estados, o Distrito Federal e os municípios devem organizar suas etapas preparatórias. O objetivo é debater e propor políticas que contemplem a construção da igualdade de gênero e o fortalecimento da autonomia econômica, social, cultural e política das mulheres.

Mas para que serve uma Conferência mesmo? A Conferência de Políticas para as Mulheres têm como finalidade avaliar a situação das mulheres e propor diretrizes para a formulação de políticas públicas nos três níveis de gestão. Isso significa dizer que as deliberações das Conferências devem orientar os governos na elaboração dos planos e na definição de ações que sejam prioritárias nos âmbitos estaduais, municipais e nacional.

Na tentativa de fazer uma Conferência representativa, que consiga ter como delegadas mulheres de diversos movimentos, estão sendo organizadas etapas regionais. A intenção é que se consiga eleger delegadas dos movimentos de bairros, e assim fazer com que o relatório final da conferência reflita a realidade das mulheres.

O papel dos movimentos sociais que discutem feminismo é defender as pautas das mulheres na luta contra  a misoginia:

  • Contra a mercantilização do corpo da mulher;
  • Em defesa da autonomia da mulher sobre seu corpo;
  • Descriminalização do Aborto;
  • Contra o machismo, racismo e homofobia
  • Por um feminismo Anti-racista
  • Por políticas de proteção contra a violência doméstica, contra o assédio sexual e estupro,
  • Em defesa da Autonomia econômica das mulheres e por salários iguais em funções iguais aos homens;
  • Pelo empoderamento das mulheres: Mulheres em espaços de decisão.

Em Curitiba os encontros regionais, ocorrerão em três etapas. A primeira será realizada no dia 24 de julho, das 14h às 18 horas, no Centro de Formação Continuada da Secretaria Municipal da Educação com as delegadas das regionais da Matriz, Boa Vista, Portão e Santa Felicidade; a segunda será no dia 15 de agosto, no Portal do Futuro do Tatuquara e vai reunir as delegadas das regionais, Pinheirinho, CIC e Tatuquara e a terceira conferência reunirá as delegadas dos bairros da área de abrangência das regionais Cajuru, Bairro Novo e Boqueirão.

A conferência municipal de Políticas para as Mulheres será no dia 12 de setembro, no Salão de Atos do Parque Barigui. A etapa estadual está marcada para novembro deste ano e a conferência Nacional ocorrerá em março de 2016. O tema escolhido – “Mais direitos, participação e poder para as mulheres” – foi dividido em quatro eixos:

  1. “Contribuição dos conselhos dos direitos da mulher e dos movimentos feministas e de mulheres para a efetivação da igualdade de direitos e oportunidades para as mulheres em sua diversidade e especificidades”;
  2. “Estruturas institucionais e políticas públicas desenvolvidas para as mulheres no âmbito municipal, estadual e federal”;
  3. “Sistema político com participação das mulheres e igualdade” e
  4. “Sistema Nacional de Políticas para as Mulheres”.

VAMOS OCUPAR O NOSSO ESPAÇO. LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER

Anúncios

Qual sua opinião sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s