O que incomoda é o “Brilho” ou a cor da pele da Maju?

Depois da grande repercussão fui buscar nas redes sociais a ofensa feita a Maju. Achei uma postagem que dizia “Como pode em pleno século 2015 ter pretos na TV?”. Deixando de lado a confusão entre século e ano, queria tratar das repercussões do fato.

Li um artigo que dizia que o problema não era racial e sim inveja da competência jornalística, da inovação na apresentação da previsão metereológica e do Brilho da Maju. Reli muitas vezes a postagem e não consegui identificar o problema do brilho. Acho que a pessoa que escreveu precisa trocar sua televisão ou mexer nas configurações de cor. Não conseguiu perceber que a Maju é Negra. Pois bem, ela é.

Não acompanho a globo, mas algumas vezes pude ver a Maju na previsão do tempo. Ela chamou minha atenção pelos movimentos em cena e pela maneira simpática e divertida com que apresentou uma parte tão técnica do jornal. Chamou atenção também pela elegância de suas roupas. Gostei dela.  Por isso o caso chamou minha atenção.

Buscando informações sobre o assunto pude observar  que ainda tem muita gente que não tem acúmulo sobre debate racial, porém se propõe a escrever sobre o tema.  Muita confusão entre questões raciais e sociais. Negro sofre preconceito pela expressão de sua pele. Sendo pobre ou sendo rico. É claro que pobres são ainda mais vítimas de discriminação, mais os negros ricos também sofrem com o preconceito.

Na página do jornal nas redes sociais li alguns comentários dizendo que era tudo estratégia de marketing para aumentar o IBOPE do programa. Ainda mais após parte das mensagens racistas terem sido apagadas. Não acredito que seja o caso. Prefiro crer que as pessoas perceberam o erro e apagaram a postagem. Ou simplesmente não quiseram lidar com o linchamento virtual.

De tudo o que li o que achei mais pertinente foi a percepção de que grande parte das pessoas que se posicionaram publicamente ao lado da Maju, defenderam e defendem a redução da maioridade penal. Ora, são contra o preconceito racial e defendem um projeto que quer encarcerar a juventude negra.

Conclusão:  Se for negro do meu grupo social não pode ofender, mas se é negro e favelado, mesmo sendo menor, daí manda prender

Anúncios

Qual sua opinião sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s